Cascavel, Segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Leia mais

Frangão pode deixar o MDB

Depois de 45 anos no partido, deputado está “avaliando circunstâncias”
Postado em 19/08/2021

O deputado Hermes Frangão Parcianello acenou, pela primeira vez, com a hipótese de deixar a sigla após quase meio século de militância no MDB. Ele queria candidato próprio e competitivo para o governo do Paraná, mas acabou voto vencido. Acompanhe a postura do deputado na pergunta que recebeu do Pitoco na última quarta-feira:

Pitoco – Qual foi sua postura no embate que acabou por desfiliar o ex-governador Roberto Requião do MDB?

Frangão - O partido precisa ter um líder competitivo e que compita. Requião tem os dois atributos. Partido que não disputa está fadado ao fracasso. No balanço entre defeitos e virtudes, subscrevi a chapa dele. As duas outras correntes se uniram e venceram. Requião saiu e disputará o governo por uma frente progressista. Eu só conheço o MDB, filiado que fui em 25 de abril de 1976, primeiro e único partido em 45 anos. Estou avaliando todas as circunstâncias. Posso ficar. Mas posso interromper este voo retilíneo das andorinhas que orgulhosamente venho mantendo neste quase meio século de filiação.