Cascavel, Segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Leia mais

Cascavel Meu Município: Univel contribui com o ensino municipal

Postado em 16/08/2021

Os alunos do 3º ano da rede municipal de ensino acabam de receber um livro didático muito especial. “Cascavel, Meu Município”, de autoria das professoras Clenilza Lemos da Silva e Elisiane Silva, é fruto de um trabalho de pesquisa de mais de três anos, e deve auxiliar as crianças a compreender e a conhecer melhor a história e a geografia da cidade onde vivem.

 

O Centro Universitário de Cascavel - Univel contribuiu com o material doando a diagramação do conteúdo. A produção gráfica foi feita por acadêmicos de Publicidade e Propaganda e Design Gráfico que participam da Creare, que é a Agência Experimental de Comunicação Integrada da Univel. O planejamento gráfico foi feito pelos professores e designers Anderson Costa e Cristian Cipriani. A diagramação foi conduzida pelo designer Henrique Longhi Jr., com apoio dos acadêmicos André Luiz Moro Dreher, Gabriel Abrano e Paula Caires. A capa foi montada pelo acadêmico Phelipe Anselmo e as ilustrações foram produzidas pela acadêmica Sabrina Graf. A Creare está vinculada aos cursos de Comunicação da Univel, coordenados pelo professor Rodrigo Cardoso.

 

“A Creare, além de preparar nossos alunos para o mercado de trabalho, tem essa missão de contribuir com a sociedade”, explicou o professor Rodrigo. “A participação dos alunos na produção do livro didático é um exemplo disso. Eles tiveram a oportunidade de desenvolver habilidades técnicas e ampliar o repertório estético, e ainda perceberam a importância de colaborar com a educação”.

 

A coordenadora pedagógica de História e coautora do livro Cascavel Meu Município, Clenilza Lemos da Silva, descreveu a importância da obra que foi lançada na manhã do dia 28 de julho no auditório da prefeitura de Cascavel. “A 4ª melhor cidade em planejamento urbano e a 11ª melhor cidade do Brasil para se viver não poderia deixar de ter um material como este”. O livro didático, que também é de autoria da coordenadora pedagógica de Geografia, Elisiane Silva, traz conteúdos sobre a história e geografia local para alunos do 3º ano do Ensino Fundamental da Rede Pública de Cascavel.

 

A secretária de Educação, Marcia Baldini, fez questão de salientar que o livro é fruto de um intenso trabalho de pesquisa e de resgate realizado pelas duas professoras. “Foram três anos de trabalho em que essas meninas se dedicaram pesquisando e procurando as memórias e as histórias de Cascavel. E histórias e memórias são formadas por pessoas, por gente que trabalha nesse município, gente dessa terra tão querida que é Cascavel”, disse Marcia.

 

O reitor da Univel, Renato Silva, lembrou dos ensinamentos que recebeu de seus pais, que mesmo na simplicidade, o ensinaram a valorizar o livro e os estudos. “O livro é o melhor amigo que nós temos, pois ele fala com você a hora que você quer. E esse é o grande amigo, amigo da cidade de Cascavel”, afirmou.

 

Segundo a professora Clenilza Lemos, a finalização deste projeto preencheu uma lacuna de 20 anos em que o município ficou sem material didático com conteúdos locais de história e Geografia. A professora Elisiane também ressaltou que a obra, que representa um desafio cumprido, é um presente para todos os cascavelenses. “O livro Cascavel Meu Município, embora sejamos as autoras, pertence a todos nós. Ele é da Secretaria Municipal de Educação de Cascavel e todos nós fazemos parte dessa história”, pontuou.

 

O processo de elaboração do livro contou com a contribuição de moradores, fotógrafos profissionais e amadores, escritores, jornalistas, profissionais da Educação e alunos de Cascavel, além de museus e a colaboração das consultoras dos componentes curriculares de História e Geografia, Maria Sandrerana Salvador da Silva Lizzi e Ângela Massumi Katuta, respectivamente.

 

Durante o lançamento ocorreu uma homenagem à professora Theonilia Pompeu Girão, uma das três primeiras professoras de Cascavel, hoje com 99 anos, que recebeu a homenagem de forma online. Também foi feita uma homenagem póstuma a João Silvério de Oliveira e Xico Tebaldi, que colaboraram na produção do livro, mas infelizmente partiram antes da publicação da obra.