Cascavel, Segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Leia mais

Valter Pitol destaca o cooperativismo e a atuação pioneira da Copacol

Intercooperação, adesão voluntária, interesse pela comunidade, autonomia, participação econômica dos membros e educação: esses são sete princípios do cooperativismo, que neste sábado está em festa.
Postado em 03/07/2020

Intercooperação, adesão voluntária, interesse pela comunidade, autonomia, participação econômica dos membros e educação: esses são sete princípios do cooperativismo, que neste sábado está em festa.

Todo primeiro sábado do mês de julho é comemorado o Dia Internacional do Cooperativismo, quando diversas apresentações culturais são organizadas. Nesta edição, 04/07, entre 13h e 15h, as atrações do Dia C serão transmitidas ao vivo pelo canal no youtube da Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná), pelo www.youtube.com/sistemaocepar.

A Copacol será representada pela apresentação da família Pauvels, com a interpretação da música O Colono, do Teixeirinha. O presidente da Copacol, Valter Pitol, também participa da transmissão, além do presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, do governador Ratinho Júnior e do secretário de Saúde Beto Preto.

O sistema está em 150 países ao redor do mundo, com três milhões de cooperativas, 1,2 bilhão de cooperados e 280 milhões de colaboradores. No Brasil são 6.828 cooperativas, 15 milhões de cooperados e 425.318 colaboradores, conforme a Organização das Cooperativas Brasileiras.

 

PRIMEIRA DO OESTE

Pioneira no oeste paranaense, a Copacol é referência no agronegócio, desenvolvendo atividades que englobam uma transformação capaz de garantir um lugar mais justo e melhor para todos. Padre Luis Luise e 32 agricultores, em 1963, deram partida a esse sonho que hoje é realidade. “Nossa região se tornou o berço do cooperativismo no Paraná. Era pra ser apenas uma usina de energia elétrica. Mas a riqueza da nossa região fez os planos aumentarem. Com o passar dos anos, a cooperativa se transformou, com a vinda de novos negócios, desde o recebimento de grãos até as integrações – e hoje se tornou uma referência para o nosso agronegócio e o cooperativismo brasileiro”, afirma Pitol.

 

GERAÇÃO DE RENDA

Os frutos do cooperativismo chegam até o comércio, a indústria – todas as empresas ganham com essa valorização do campo. “Nossas atividades garantem emprego e renda de maneira direta e indireta em toda região. São mais de 10 mil colaboradores que atuam nas diferentes áreas da cooperativa e das indústrias. Temos também a Unitá, com mais 4 mil colaboradores, em parceria com a Coagru. A Copacol e o cooperativismo dão um grande exemplo para o mundo, que é possível crescer com cooperação”, diz Pitol.

O presidente da Copacol enaltece também a atuação dos cooperados. “Aqui todos encontram a segurança necessária dos seus negócios, seguir em frente, crescer e se manter no caminho da cooperação. Dentro da cooperativa temos novas oportunidades, novos desafios de crescimentos e sonhos. São mais de 6 mil cooperados, junto com suas famílias, que trabalham muito e fortalecem a nossa cooperativa. Quero desejar a todos um feliz Dia Internacional do Cooperativismo, um grande exemplo de trabalho conjunto, que beneficia a todos!”, finaliza Pitol.