Cascavel, Sexta-feira, 10 de julho de 2020

Leia mais

Desabafo toledano

“Você não suporta você mesmo a ponto de não conseguir ficar contigo?”
Postado em 17/06/2020

O desconforto com o número crescente de casos positivos de coronovirus na vizinha Toledo levou dois profissionais de saúde que comandam o combate a epidemia desabafarem aos microfones da CBN, esta semana.

São eles a secretária de Saúde da Prefeitura de Toledo, Denise Liell, e o médico Fernando Pedrotti, que comanda o Centro de Operações Emergenciais (COE) Sobrou umas cutucadas para Cascavel, a vizinha problemática e mal comportada. Acompanhe.

Analfabetos funcionais

“Toledo tem o menor número de UTIs. Não precisa mais questionar, somos o epicentro da epidemia no Oeste do Paraná. Isso pode ser medido pela taxa de ocupação de leitos de UTI. A macro Oeste tem a maior taxa. É difícil transportar paciente Covid 500 km para um leito, ele pode não resistir.

“Ontem mais uma colega testou positivo. É triste. Nós, profissionais de saúde, recebemos a maior carga viral. Faz parte de nosso trabalho, fomos preparados para isso, mas ficamos abalados também.

“Triste também eu ter que passar no lago de Toledo e ter que afastar os aglomerados, ter que dizer para entrar no comércio de máscara. Estamos tratando com analfabetos funcionais”.

“Nossos leitos estão se esgotando, os casos aumentando. Toledo não tem como ficar fora deste cenário, estando tão próximo de Cascavel, onde o número de infectados está chegando perto de 900 casos.”

  • Denise Eliel, secretária de Saúde de Toledo

Vamos continuar nos iludindo?

“Será que o único jeito de as pessoas entenderem que tem que ficar em casa é fechar o comércio? Castigar um setor que procurou se adequar, seguir as normas e oferecer segurança?

“Não dá mais para ficar rodeando, falando, vamos explicar de outra forma: vamos continuar nos iludindo, diante de uma doença de transmissão respiratória? Nos juntando na casa de um ou de outro?

“Me desculpa mas eu vou falar: será que você não suporta nem você mesmo que não aguenta ficar contigo 14 dias?”

  • Fernando Pedrotti, médico do COE em Toledo