Cascavel, Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Leia mais

“Lenda” da rua Pernambuco

O “edifício rolha” existe, ou é mais uma lenda urbana de Cascavel? O “Pitoco” foi farejar esse intrigante mistério da construção civil
Postado em 02/10/2019

Pouco mais de 200 metros separam a rua Pernambuco de sua sequência natural, a rua Mato Grosso, no centro de Cascavel. Mas tinha um hospital no meio do caminho. Depois surgiu uma residência, e mais tarde, um paredão de prédios na rua Carlos de Carvalho, bem no meio do traçado.

Aqui está a questão a desvendar: é verdade que o edifício Monte Alto foi construído na frente do Hospital Salete para impedir a conexão das ruas Pernambuco com a Mato Grosso? Seria aquele prédio uma espécie de “edifício rolha”?

O Pitoco foi farejar essa história. Verdade? Fake news? Lenda urbana? Surgiu uma boa oportunidade para esclarecer, uma rara aparição do médico Edo Peixoto, homem que construiu o hospital e dono do imóvel até os presentes dias. Peixoto foi homenageado na última sexta-feira, nos 50 anos da Associação Médica de Cascavel. Antes dele, vamos ouvir outras “testemunhas”.

Edgar Bueno, prefeito em três mandatos, sempre foi um inconformado com “torniquetes” no sistema viário. “Não deveriam ter autorizado a construção deste prédio. A rua Pernambuco ficou aleijada. Como faz agora? Desapropriar e demolir um edifício para fazer a ligação?”, pergunta o ex.

Fernando Dillemburg, notório urbanista, secretário de obras em consecutivas gestões, também estranha aquele arranjo entre a 7 de Setembro e a Souza Naves. “Ali funcionava uma área especial. Qualquer obra que fosse requerida deveria primeiro obter uma licença especial. Havia até uma comissão, com membros de entidades, para analisar esses pedidos. Não sei dizer se esses trâmites foram seguidos no caso do edifício”, diz Fernandão.

João Luiz Felix também foi ouvido. Ele construiu o prédio. “Não mantive nenhum entendimento com o Peixoto a respeito. Comprei o terreno do Otto Passos e fiz o prédio”, afirma o JL. Mas e o personagem central, Edo Peixoto, o que diz? “O Nelson Nastás, secretário de Planejamento da época, queria cortar meu imóvel. Quando eu soube, disse logo: negativo! Não permiti, mandei fazer um prédio no caminho”, disse o médico veterano, do alto de seus
91 anos de idade.

Qual é o prédio rolha? O JL? Edo respondeu brincando ou falou sério? Mistérios que só fazem aumentar o anedotário de lendas urbanas de Cascavel. Fato mesmo é que a Pernambuco e a Mato Grosso estão desconectadas e a rolha permanece desafiando o abridor de nossos melhores (e piores) urbanistas.