Cascavel, Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Leia mais

Clássico dos arranha-céus!

Toledo anuncia prédio mais alto do Oeste, mas Cascavel prepara terreno para espigão recordista; 29 apês ao chão no Marco Zero
Postado em 12/08/2019

Já houve rivalidades frívolas e fúteis com Toledo, a mais conhecida era o Clássico da Soja. Agora temos o Clássico dos Skyscrapers, palavra que designa arranha-céus em inglês. Os vizinhos lançaram, na última quinta-feira, o empreendimento que foi apresentado como “maior edifício do Oeste”. Trata-se do Sky Tower Residence, com 130 metros de altura distribuídos por 37 pavimentos e 58 apartamentos. O prédio traz energia solar, cisterna para reaproveitamento da água da chuva e outros conceitos de sustentabilidade.

Em Cascavel, a Construtora JL está com tudo pronto para lançar o Heritage, palavra que vem do inglês e significa “herança”. O edifício, no alto da Neva, onde estava a icônica mansão da família Giombelli, rivaliza com o Sky toledano. Serão 38 pavimentos, com 35 apartamentos (um por andar) e três andares para garagem e térreo.

Voltemos às futilidades: Toledo tem 760 metros de elevação (altitude). Cascavel, 781. Então, será preciso chamar o VAR, aquele do futebol, para saber quem dos felizes moradores da cobertura estará no ponto culminante do Oeste do Paraná.

Apês ao chão

- Nunca tantos apartamentos foram ao chão de uma só vez como no Marco Zero do município de Cascavel, ao lado da Praça Getúlio Vargas.

- Ali, edifícios construídos no final dos anos 60 pela família Bertolucci estão sendo demolidos. 29 amplos apartamentos e cinco salas comerciais estão vindo ao chão.

- O velho prédio dará lugar a um elegante edifício, o Soleil (sol, em francês). Serão 30 andares, 2 no subsolo para quatro vagas de garagem por unidade, mais seis andares dedicados a academias e outros luxos na sequência e 22 residenciais.

- Um apartamento no sol francês sai por R$ 2,5 milhões. Agora, se você quiser enxergar o Sky de Toledo, pague R$ 4,5 milhões e desfrute dos quase mil metros quadrados das coberturas.

- Caro? Depende do seu bolso. Segundo fontes do mercado, quase 50% do prédio estão vendidos.

- Possivelmente esses cascavelenses, os novos moradores do Marco Zero, não estão muito preocupados com o calendário de saque do “quinhentão” do FGTS...