Cascavel, Sábado, 20 de abril de 2019

Leia mais

Governo estuda implantar Projeto Experimental de Eletromobilidade

Projeto foi tema de reunião entre técnicos do Paranacidade, Copel, Sanepar e Fundação Araucária. Foram discutidas formas para viabilizar o projeto a ser implantado em um dos municípios paranaenses.
Postado em 26/03/2019

A determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior de transformar o Paraná em um Estado inovador e sustentável foi a tônica da reunião realizada nesta segunda-feira (25) entre técnicos do Serviço Social Autônomo Paranacidade, órgão ligado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano, e de outras instituições, como a Copel, Sanepar e Fundação Araucária. Foram discutidas formas para viabilizar o Plano de Estudos de um Projeto Experimental de Eletromobilidade a ser implantado em um dos municípios paranaenses. A solução, a ser desenvolvida de acordo com a realidade paranaense, terá como base programas já em operação em Portugal e na Alemanha.

Este foi o segundo encontro para debater o tema. Na primeira oportunidade, técnicos portugueses do Centro de Excelência para a Inovação da Indústria Automóvel (CEiiA) apresentaram soluções já adotadas. “Os portugueses estão bem adiantados no que se refere à eletromobilidade.

Há uma rede de postos de abastecimento que permite, por exemplo, fazer uma viagem em carro elétrico de Norte ao Sul do País, em distância comparável à de Curitiba a Foz do Iguaçu”, explicou Geraldo Luiz Farias, articulador no Paranacidade dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas - ONU/Agenda 2030. Outro exemplo vem da Companhia de Saneamento Portuguesa, que opera com 200 automóveis elétricos.

Participam do processo especialistas ligados à Agência de Cooperação Brasil-Alemanha, a GIZ, para a eficiência energética e mobilidade urbana.

Sobre a realização de parcerias, Geraldo lembra a necessidade de o Governo estabelecer políticas públicas que as viabilizem, o que inclui o uso de veículos elétricos nas frotas municipais, estaduais ou de empresas públicas; a normalização do segmento; a regulamentação como atividade comercial; além da definição de normas legais e de investimentos necessários à implantação de uma Rede de Eletropostos e ao uso da Eletromobilidade.

INOVAÇÕES - A implantação das inovações envolve adequações em projetos elétricos ao fornecimento de energia e também para reabastecer os veículos. Ou seja, são necessários novos padrões para edificações residênciais e comerciais, de acordo com a necessidade de energia a ser demandada. “O Plano de Estudos vai estabelecer os parâmetros para o Projeto Experimental a ser implantado em um dos municípios paranaenses e os padrões técnicos para essa nova realidade, quando da aplicação comercial da Eletromobilidade”, adianta Geraldo.

INCENTIVO - Os primeiros passos para disseminar o uso da Energia Elétrica na Mobilidade já foram dados. No SmartCity Expo, realizada há uma semana, em Curitiba, o governador Ratinho Junior anunciou que encaminhará à Assembleia Legislativa proposta para zerar a alíquota do IPVA dos veículos elétricos e que trabalhará junto ao Confaz para reduzir a zero a cobrança do ICMS na aquisição de carros elétricos zero quilômetro.

Participaram da reunião, pelo Paranacidade, também o superintendente executivo, Álvaro Cabrini; o Coordenador de Estudos e Captação de Recursos, Alexandre Silva Simas; pela Sanepar, Gustavo Possetti; pela Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig e Carlos Koch; e, pela Copel, Zeno Nadal.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná