Cascavel, Domingo, 16 de dezembro de 2018

Leia mais

E 2020 já chegou!

Dada a largada para Edgar, Paranhos e Pacheco
Postado em 16/11/2018

Segunda-feira, dia 12. Por 14 votos contra cinco, a Câmara de Cascavel reprova as contas do exercício 2015, ano em que o Paço era comandado com mãos de ferro por Edgar Bueno.

O ato torna o ex-prefeito inelegível por oito anos, embora ele possa recorrer. Bueno enxergou na reprovação o dedo do adversário de longa data, Leonaldo Paranhos, seu ex-vice.

“Foi por comando do prefeito, por ordem do Paranhos”, bradou Bueno em vídeo postado na rede social. Para ele, Paranhos foi “pequeno e rasteiro”. “Ele transformou a Prefeitura em uma máquina de fazer votos e esmagar pessoas”, desabafou o pedetista.

E foi além. Fez circular nos grupos de WhatsApp um texto irônico que insinua uma relação promíscua entre o Paço e a base aliada.

IGUALZINHO - Edgar disse também que Paranhos usa os “poderes extraordinários” que o cargo lhe confere, para mandar na Câmara, “distribuindo cargos e benesses”.

Aqui, Edgar fala com conhecimento de causa, pois agia exatamente assim também. Sempre teve o Legislativo no cabresto. “Pare de me perseguir, já dei minha contribuição, pare com isso”, apelou o ex-prefeito. Ceticismo geral nesta parte da fala.

Suspeita-se que Edgar pretenda disputar as eleições de 2020, mesmo ferido nas urnas de 2018, em razão da derrota eleitoral do fi lho.

É PRÁ JÁ - Fato é que a controvérsia pôs 2020 no calendário de 2018. Correndo por fora, na condição de deputado mais Dada a largada para Edgar, Paranhos e Pacheco votado de Cascavel , Márcio Pacheco foi comedido ao comentar o duelo de seus virtuais adversários.

“Se o Paranhos usou sua infl uência na Câmara para reprovar as contas do Edgar, ele fez um jogo perigoso, do qual o próprio Paranhos pode ser vítima no futuro”, aconselhou o Xerife.

Tanto Paranhos como Pacheco estavam abertamente em campanha no tradicional almoço dos pioneiros, realizado na última quarta-feira, no Tuiuti. Eles percorreram as mesas lotadas de senhores e senhoras de cabelos prateados pelo luar do tempo, e cumprimentaram um a um.

OUTRO LADO - Questionado no “T News”, noticioso da 93.1, se usou a caneta cheia para comover os vereadores e tirar Edgar do jogo, Paranhos foi enfático:“Estamos com 108 obras e ações para inaugurar no aniversário de Cascavel, não tenho tempo para me ocupar com isso”.

Paranhos revelou ainda que cogitou contrapor o vídeo do adversário, mas não teve tempo nem ânimo para tanto.