Cascavel, Sábado, 17 de novembro de 2018

Leia mais

Nos cemitérios, 60 voluntários estimulam doação de córneas

Neste dia de Finados, uma equipe formada por 60 voluntários estará cumprindo uma tarefa diferente nos cemitérios de Cascavel.
Postado em 01/11/2018

Neste dia de Finados, uma equipe formada por 60 voluntários estará cumprindo uma tarefa diferente nos cemitérios de Cascavel. Eles são médicos, enfermeiros, funcionários e familiares, do Hospital e Banco de Olhos de Cascavel, que espontaneamente dedicam este dia à tarefa de sensibilizar os visitantes a expressar em vida seu desejo de doar órgãos, especialmente as córneas.

"Manifestar em vida, deixando claro aos familiares o desejo de ser um doador é a melhor forma de nos assegurarmos de que deixaremos no mundo, um pouco mais do que saudade. De que nossos olhos ainda podem renascer para as luzes e cores desta vida, devolvendo a alegria para alguém que vivia na escuridão", raciocina a médica oftalmologista e diretora do Banco de Olhos, Selma Miyazaki.

Um dos maiores do País

Criado e mantido há 12 anos pelo Hospital de Olhos de Cascavel, com apoio da população, parceiros e entidades das regiões Oeste e Sudoeste Paranaense, o Banco de Olhos de Cascavel é uma das maiores instituições do gênero no País e um dos grandes responsáveis pela redução  das filas à espera de transplante de córneas. Em 12 anos, respondeu pela coleta de mais de 5.000 doações (300 doações apenas de janeiro a outubro deste ano).

O Banco de Olhos possui profissionais capacitados para receberem doações em várias cidades do Oeste e Sudoeste, como Cascavel, Foz do Iguaçu, Medianeira, Francisco Beltrão, Pato Branco, Toledo e região. Após tratadas e acondicionadas, todas elas são colocadas à disposição da Central Estadual de Transplantes que lhes dá a destinação de acordo com a fila única de espera. Além de suprir o Paraná, também envia córneas para todo o Brasil principalmente os Estados do Sergipe, Rio de Janeiro, Pará, Mato Grosso, Roraima, Rio Grande do Norte, Bahia.