Cascavel, Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Colunas

Negócios

Matheus B. Sobocinski

Consultor de empresas e empreendedor

Entrega de valor

Cumprir o que se promete é fundamental para o sucesso de qualquer negócio

Publicado em: 24/11/2017

Todo mundo já teve uma surpresa desagradável ou uma decepção muito grande ao receber um produto que havia adquirido, ao ponto de sentir-se enganado, como se alguém tivesse tomado o seu dinheiro.

A prática é muito comum em compras via internet, sobretudo quando a motivação era fazer um “negócio da China”, ou seja, pagar pouco por um produto muito mais caro, ordinariamente.

No entanto, essa prática acontece todos os dias, em todos os tipos de negócios. Não entregar o que se promete é uma prática corriqueira no ambiente de negócios do país, ao ponto de termos de ser regulados por um código de defesa do consumidor bastante amplo e com regras rígidas. Ainda assim, há quem insista em descumprir a regra do jogo: manter o cliente satisfeito.

Cumprir o que se promete é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Aliás, manter o cliente satisfeito é a mais eficaz estratégia de negócios que existe.

 Você pode ter feito um excelente trabalho desenvolvendo um produto/serviço realmente inovador, útil e acessível. Você pode ter encontrado um nicho de mercado específico e feito um grande trabalho de divulgação da sua obra e agora sua empresa está no mapa. Você conseguiu fechar alguns negócios e agora o dinheiro começou a fluir para o seu caixa. Ainda assim, você terá um último degrau a superar, em direção ao sucesso do seu empreendimento – a entrega de valor.

As empresas mais importantes do mundo costumam entregar o que prometem, superando a expectativa de seus clientes com sua rapidez, confiabilidade e consistência, mesmo diante de um ambiente de constantes e rápidas mudanças. Isso aumenta consideravelmente a chance de seus clientes voltarem a fazer negócios, melhorando a reputação do vendedor e trazendo ainda mais clientes em potencial.

Imagine então se você não ficaria completamente satisfeito ao receber, três dias após a compra, a camisa do seu clube do coração, que acabara de vencer o campeonato, e que você esperava só para o final do mês. Ou se você continuasse usando aquele velho toca-discos, mesmo após trinta anos de uso. E ainda, imagine comer o seu hambúrguer predileto do outro lado do globo e perceber que ele é igualzinho ao que você comeu na sua cidade, na última semana. A percepção sobre a marca que superou sua expectativa é certeza de fidelização e novos negócio no futuro.

Algumas empresas entregam tanto valor que a concorrência passa a ser irrelevante. Ao invés de perder tempo e energia monitorando os demais fabricantes de telefones celulares, a Apple, por exemplo, elevou a utilização da telefonia a outro nível.

Com seus smartphones, a marca conseguiu agregar incontáveis utilidades ao equipamento, tornando seu preço irrelevante diante das infinitas possibilidades (faça o cálculo você mesmo: quanto custaria comprar separadamente um telefone celular, uma câmera digital, um televisor, um Ipod, um videogame, uma calculadora HP, um scanner, um GPS, um gravador, um HD externo,  e por aí vai.), derrubando marcas que até então eram imbatíveis, como a Nokia e a Blackberry.

Não é demais repetir. Em questão de negócios, portanto, “nunca promenta mais do que é capaz de cumprir”. Essa regra básica pode adicionar longos anos à sua carreira ou à sua empresa.