Cascavel, Terça-feira, 22 de maio de 2018

Leia mais

Cascavel terá mais 32 quilômetros de redes de esgoto

Mais 1,5 mil imóveis serão interligados ao sistema, beneficiando cerca de seis mil pessoas com o serviço de coleta e tratamento

Mesmo tendo alcançado em Cascavel 98,5% no Índice de Atendimento com a Rede Coletora de Esgoto a Sanepar não para de investir na cidade. A empresa iniciou nova etapa de implantação das redes coletoras de esgoto em bairros de Cascavel. O objetivo é ampliar o benefício da coleta e tratamento de esgoto para os moradores de algumas ruas e bairros que ainda não contam com esse serviço. Até o fim de 2018, serão assentados mais 32 quilômetros de tubulações que deverão coletar o esgoto de mais 1,5 mil domicílios da área urbana.

Neste mês, as obras iniciaram na região do Jardim Gramado II e vão se estender por parte dos bairros Nova York, Jardim das Nações, Santa Felicidade, União, Brasília, Canadá, Jaborá/Brasmadeira e Esmeralda. Essas regiões não foram contempladas na sua totalidade quando dos levantamentos técnicos e elaboração dos projetos de ampliação do sistema de esgoto da cidade. “Na época de planejamento foram priorizadas as áreas adensadas para poder atender mais pessoas. Em razão desses locais terem tido crescimento acentuado nos últimos anos, a Sanepar foi buscar novos recursos para poder levar o serviço de coleta e tratamento de esgoto a essas regiões”, explica o superintendente regional Renato Bueno.

O compromisso da Sanepar com Cascavel, estabelecido em contrato, era implantar as redes para atender 90% do perímetro urbano até o fim de 2021. “Com planejamento e esforço redobrado a Companhia elaborou projetos e buscou recursos que permitiram que o índice projetado fosse superado ainda em 2016”, destaca Renato. Ele diz ainda que o compromisso agora é o de manter os índices de atendimento que se equiparam com países de primeiro mundo e com as principais cidades do Brasil. “Cascavel ocupa hoje a oitava posição entre as 100 cidades com melhores índices de saneamento básico do país”, ressalta.

A cidade tem hoje mais de 990 quilômetros de tubulações que coletam o esgoto de 109 mil domicílios da cidade e transportam para as quatro estações de tratamento que foram construídas na cidade.

Fonte: Sanepar, 25.01.2018

Assessoria de Imprensa