Cascavel, Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Leia mais

Aeroporto: novo Terminal de passageiros

Cascavel 66 anos: Paranhos e Dillenburg apresentam novo Terminal de passageiros

Expectativa é de licitar a obra no início do próximo ano, com prazo de 12 meses para execução

 "É importante quebrar o 'tradicional', porque às vezes, no Poder Público, prefere-se deixar como está porque, do contrário, a situação complica. E aqui, tínhamos o desafio de mexer numa obra parada - e que ainda está -, além da questão financeira e da autonomia no convênio. E agora esses três desafios estão superados. Só precisamos assinar o convênio e licitar a obra para que em breve possamos contar com um aeroporto condizente com as nossas necessidade e à altura do que Cascavel merece".
Com essas palavras o prefeito Leonaldo Paranhos avaliou a apresentação do secretário de Planejamento e Urbanismo, Fernando Dillenburg, nesta manhã (13) no auditório da Prefeitura, quando foi apresentado o projeto do novo Terminal de Passageiros do Aeroporto Municipal de Cascavel Coronel Adalberto Mendes da Silva, que encerra uma etapa de praticamente 11 meses de árduo trabalho para iniciar uma nova, a de licitar a obra.
 
"Hoje, com este projeto, Cascavel terá uma obra digna, do tamanho de Cascavel e do Oeste do Paraná", comemorou o secretário, mostrando as perspectivas que revelaram um ambicioso projeto, pelo menos duas vezes maior do que este que está com a obra paralisada desde 2015 em terreno em frente ao atual terminal. O projeto anterior foi elaborado em 2010; o apresentado hoje, muito mais moderno, atende todas as necessidade que um terminal de passageiros de aeroporto precisa atender, adequado ao crescente número de passageiros ano a ano. "Só para se ter uma ideia da mudança, a sala de embarque que na obra parada foi projetada com 250 m², no novo projeto terá 850 m²", detalhou Dillenburg à plateia, lembrando que o aeroporto de Cascavel, com todas as adequações que estão sendo feitas, terá dimensões perfeitas para operar com qualquer tipo de aeronave num futuro muito próximo.
 
Dillenburg explicou, ainda, que para fazer as mudanças levou-se em conta os recursos públicos já investidos na obra, que embora parada há pelo menos dois anos, já consumiu R$ 2 milhões. Por essa razão o projeto que será licitado assim que a SAC (Secretaria de Aviação Civil) formalizar a sub-rogação do convênio - incluindo também o Município de Cascavel para que este possa fazer aporte de recursos, conforme acenou o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa no último dia 27 de outubro durante sua passagem por Cascavel para liberação de um trecho da R$ 163 - aproveita 85% da obra já executada, ampliando-a de 2,5 mil m² para 6 mil m². A estrutura metálica da cobertura, por exemplo, será praticamente toda reaproveitada.
 
"Com a construção do terminal, a mudança de hangares da aviação executiva que já deveria estar concluída e com a implantação do novo pátio de aeronaves, tudo visando à operação dentro de todas as normas de segurança, Cascavel terá condições de receber voos de grande porte, alavancando ainda mais o crescimento da nossa região", pondera o secretário.
 
Modernidades
O projeto do novo terminal inclui sala de embarque e de espera; sala VIP; lanchonete; quiosque; estacionamento para 398 veículos com acesso ao terminal por escadas e rampa; área coberta para as lojas comerciais externas e entradas com acessibilidade; praça de alimentação no piso superior com restaurante; lanchonete; sanitários e mirante; sanitários com acessibilidade; infantil; ostomizados e fraldário; área técnica coberta para recebimento e despacho das bagagens e pátio para três aeronaves modelo “boeing 737-800” com capacidade para 215 passageiros entre tantas outras  novidades.
 
Investimentos e próximos passos
Assim que for formalizada a sub-rogação do contrato na SAC a prefeitura irá publicar o edital de licitação da obra. A expectativa é de isso ocorra ainda este ano, para que as propostas possam ser conhecidas no início do ano que vem.
Quando for definida a empresa vencedora da licitação e assinado o contrato, o cronograma de obras previsto pela Seplan é 12 meses para execução do projeto.
 
Paralelamente, a prefeitura irá trabalhar na duplicação da pista de acesso ao aeroporto, na construção do estacionamento de veículos e no pátio de aeronaves, cujo custo previsto é de cerca de R$ 8,5 milhões, valores já garantidos pelo prefeito Leonaldo Paranhos com o governo do Estado, via financiamento com a ParanaCidade.
 
A construção do Terminal de Passageiros tem custo estimado em R$ 16 milhões; cerca de R$ 3,5 milhões são referentes ao convênio anterior e o restante garantidos com emenda parlamentar do deputado federal Fernando Giacobo, totalizando perto de R$ 25 milhões de investimentos.

A apresentação também foi transmitida ao vivo pelas redes sociais.

 

Secom/Cascavel