Cascavel, Sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Cartas

Enviada por: Crystian Fernandes
Postada em 10/11/2010
OLÁ JAIRO!!!MESMO ESTANDO DE FÉRIAS NA FAG NOSSOS SHOWS NÃO PARAM;NESTA SEXTA ESTAREMOS EM NOVA LARANJEIRAS NA INAUGURAÇÃO DE UMA CEREALISTA ,E DIA 31/01 ESTAREMOS EM CIANORTE NO ANIVERSÁRIO DE UMA EMPRESA DE VESTUÁRIO,ESTAREMOS NO PALCO COM O PADRE "FÁBIO DE MELO" SUCESSO EM TODO BRASIL!!!
ABRAÇOS...

www.fag.edu.br/violacaipira

Crystian Fernandes
(045) 9962-0809/3223-3999  
Enviada por: Alvaro Dias
Postada em 10/11/2010

Prezado Jairo Eduardo,

Votei contra a PEC que aumentou o numero de vereadores, aprovada numa madrugada pelo Senado.Desagradei amigos e correligionários,mas votei contra.Essa proposta não é do Senado.È da Câmara. Aqui no senado tramita apenas a minha proposta,que é de reduzir e não aumentar,o número de parlamentares no Brasil.O que pretendo e a reorganização do Legislativos com o seu enxugamento,desde o Senado,passando pela Câmara Federal e as Assembléias Legislativas e Câmaras de Vereadores em todo o pais.O Senado recebeu a PEC dos Vereadores,uma herança maldita,da Câmara e não resistiu a pressão.Embarcou no oportunismo dos deputados e cometeu erro histórico.Ficou com o desgaste e a vergonha.Veja abaixo como votaram os Senadores.
Agradeço o envio da mensagem e mando o meu fraternal abraço.

Alvaro Dias

www.senadoralvarodias.com
Blog: www.blogalvarodias.com 
Enviada por: Olga Bongiovanni
Postada em 10/11/2010
Jairo, hoje fiquei feliz em rever Bindé.

Há muitos anos queria saber onde ndava e como estava.
Fomos colegas na Rádio e tenho boas lembranças de nossas lutas, que aliás, veja vc, apesar de tantos anos, continuam as mesmas.
Bjs
Olga Bongiovanni
Enviada por: Roberto Kaefer
Postada em 10/11/2010

Não é verdade a informação de que houve eliminações de 6 milhões de pintos. Quando se reduz alojamento não se incuba , por isto o o dito "foram eleminados tantos milhões de pintos" está incorreto. Na verdade não foi incubado e eleminado os ovos que vão pra industrialização. Ou seja se faz ovos em pó ou pasteurizado usado na fabrica de massas e doces biscoitos etc.
att

Roberto Kaefer 
Enviada por: Alvaro Dias
Postada em 10/11/2010
Grato pelo incentivo. Permita-me destacar a importância desta iniciativa do Site Congresso em Foco, porque o Poder Legislativo tem sido achincalhado, até com justificadas razões. Alguns escândalos que começaram pela Câmara, no período do "mensalão", e acabaram chegando ao Senado têm comprometido a imagem do Legislativo. Essa iniciativa do Congresso em Foco, que é um veículo de comunicação especializado em dar cobertura ao trabalho do Congresso, é uma promoção que valoriza a instituição e possibilita às pessoas distinguir os parlamentares, separar o joio do trigo. Fico muito feliz por, pela segunda vez em três edições, ter conquistado o primeiro lugar. Quero agradecer a todos,mas principalmente, ao Paraná pelos votos que me honraram com esse primeiro lugar.
Fraterno abraço,

Alvaro Dias  
Enviada por: Hylo Bresolin
Postada em 10/11/2010
Jairo Eduardo e equipe da Revista Aldeia e Pitoco
Agradecemos a generosidade dos amigos, a grata homenagem recebida, que nos honra e sensibiliza, marcando um momento verdadeiramente significativo em nossa vida.
O gesto que nos comoveu, também estimula e nos impele a continuar.
Com votos de renovado sucesso na vossa importante missão de bem informar,
Cordialmente,

Hylo Bresolin 
Enviada por: Antonio Carlos S. Kuhn
Postada em 10/11/2010
PREZADO JAIRO

Parabéns pelo editorial "PROCURADO", pois realmente o Requião conseguiu fazer Cascavel voltar ao tempo da pistolagem, por não cumprir o que a lei diz e a justiça já determinou (várias reintegrações de posse autorizadas pelo Conselho da Magistratura).

O não cumprimento de leis, a impunidade e o descumprimento de ordens judiciais, causam a insegurança jurídica e social no campo e na cidade.

Um abraço,
Antonio Carlos S. Kuhn 
Enviada por: Luis Carlos Marcon
Postada em 10/11/2010
Minha reclamação

É necessário um pouco mais de responsabilidade com este tipo de matéria. Pois, ao meu conceito, ela é altamente discriminatória. Afinal de contas quem é este gordinho? É preciso dar nome ao viado!
Se você não agir assim, certamente todos os gordinhos (entre eles, este modesto escriba) serão suspeitos. E é bom que fique registrado. Eu sou igualzinho o Requião. Minha porção feminina é sapatão.
Para finalizar. Interessante a informação do membro (sem trocadilhos, por favor) da igreja. Em especial aquela em que ele informa que na sessão de descarrego, ele(o boiola) quase desmaiou porque o encosto não queria sair. Eu já conhecia diversos adjetivos chulos pro negócio. Cacete, vara,caralho, entre outros tantos. Encosto é a primeira vez. E se rapaz que cede a cauda desmaiou porque o encosto não queria sair, fico imaginando o tamanho do baita. Arra, sô!!!
É isso!

Luis Carlos Marcon 
Enviada por: Jornalismo - Jovem Pan Cascavel
Postada em 10/11/2010
 Boletim Salário dos Médicos

Depois de terem o abono cortado pela Câmara, os médicos que atendem no sistema público de saúde em Cascavel ameaçam paralisar atividades. Considerando a gravidade da perspectiva e das conseqüências que pode gerar, a situação merece análise mais aprofundada. A rádio Jovem Pan procurou investigar o assunto, inclusive buscando saber quanto ganham os médicos de cidades do mesmo porte de Cascavel, como Foz e Maringá.
Sem o abono de R$ 900 reais, o salário dos médicos de Cascavel cai para R$ 1.300 brutos ou R$ 1.100 líquidos, descontados os impostos. Se o valor for dividido pela carga horária, significa R$ 50 reais por dia ou R$ 4 reais por consulta.
Em Foz do Iguaçu o médico que atende na rede pública ganha R$ 1.970,00. Mas esse salário é pago apenas aos médicos em início de carreira e está em vigor há nove anos. Em Foz do Iguaçu a maioria dos profissionais ganha mais de R$ 2.500 por mês, por conta de adicionais pagos pelos anos de carreira e dedicação ao serviço público.
Em Toledo, como já foi publicado, os médicos ganham R$ 4 mil para quatro horas e R$ 1.500 por duas horas. Em Maringá, cidade com pouco mais de 300 mil habitantes, os médicos da rede pública ganham em média mais de R$ 2 mil reais por mês e também contam com adicionais por tempo de serviço como estímulo para permanecer no setor público. Quanto mais tempo, maior o salário.
Sem o abono de R$ 900 reais, o salário dos médicos de Cascavel cai para R$ 1.300 brutos ou R$ 1.100 líquidos, descontados os impostos. Se o valor for dividido pela carga horária, significa R$ 50 reais por dia ou R$ 4 reais por consulta.
Sem entrar no mérito do pouco e do muito, é preciso dar atenção aos números. Em Cascavel um médico ganha R$ 4 reais para assumir a responsabilidade de tratar de um paciente – exatamente o preço de um cachorro-quente com coca-cola. Isso depois de 6 anos de universidade, dois de residência médica e muitos outros de estrada. A comparação pode parecer simplista, mas serve como diagnóstico para um caso de grave de “descasopatia”.

Jornalismo - Jovem Pan Cascavel